domingo, 13 de outubro de 2013

Lua e estrelas... vós sois a luz do mundo

Quando lemos o que Jesus fala sobre a gente, que somos luz do mundo (Mt 5:14) sempre relacionamos com as estrelas do céu...

As estrelas não refletem a luz do outro, elas possuem luz própria.
Estrelas não são imagem e semelhança, mas apenas uma infinita miniatura do que o Sol é... tipo um "minisol".
Estrelas não são eternas, brilham enquanto suas forças duram e depois morrem...
Estrelas também não recebem autoridade, sua luz é independente e ela aparece dependendo apenas da escuridão.

A lua não é um tipo de minisol... é um satélite natural que reflete a luz que não é sua. Ela reflete a luz do Sol, que é uma estrela única.
A lua sim, durante a noite, se faz imagem e semelhança das características do Sol.
A lua foi criada para ter autoridade na noite... para brilhar no mundo onde não há luz.

Que possamos ser a luz do mundo como a lua ilumina a noite. E tão somente a noite, onde há trevas... brilhando uma luz que não é própria, mas a luz da única estrela. A luz de Cristo em nós!

"Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus."
Mateus 5:16

Eu só acho que há muitas estrelas na Igreja... pessoas que querem ser apenas uma miniatura de Jesus e não refletem sua imagem e semelhança em sua vida, em seu dia-a-dia e ministério. Que se sentem a vontade em apenas ser como uma miniatura de Jesus aos domingos. #thinkabout

sexta-feira, 16 de março de 2012

"Você nunca saberá que Deus é tudo o que você precisa até que ele seja tudo o que você tiver"
Rick Warren (Uma vida com propósitos)

terça-feira, 6 de março de 2012

Lembrar de Deus

Dia desses, em um delicioso devocional em grupo com meus queridos amigos mais chegados que irmãos compartilhamos a questão da adoração que agrada a Deus, falando sobre um breve resumo da obra de Gary Thomas quando ele reflete em seu livro "Sacred Pathways" [Caminhos sagrados] (apud. Warren, Rick)
"Se Deus propositadamente nos fez todos diferentes, por que deveríamos todos amar a Deus da mesma forma?"
Um dos nossos amigos compartilhou conosco o seguinte:
"A minha chefe possui a imagem de gesso de uma santa lá no escritório. E em algumas conversas informais ela me disse o seguinte: 'Eu não idolatro a santa, não oro para ela. A imagem de gesso que tá aí... mas é que quando eu olho pra ela, eu me lembro de Deus.' "
Fiquei com isso em meu coração o final de semana todo pensando "alguém pode então estar diante de uma imagem de gesso e não se curvar a ela? E mesmo assim aquela situação leva-la a pensar em Deus?"

Hoje, no final do dia, senti em meu coração a resposta para essas minhas questões... está claro para mim o que está escrito nas escrituras, onde Deus deixa claro ao seu povo para que não façam imagens para si e nem se prostrem diante deles e muito menos lhes prestem culto (Êxodo 20).

Entendi, que a questão é que não precisamos da imagem para nos lembrar de Deus, ou pensar Nele. Devemos sim pensar Nele olhando para uma imagem tanto quanto pensamos Nele ao olhar para a natureza, para a vida, para o poder restaurador do perdão. Quando enxergamos a amizade, o sorriso de uma criança, a alegria de conquistar algo, a satisfação de fazer por alguém o que é necessário, ao desfrutarmos das coisas boas da vida.

A questão é que não devemos depender de uma imagem, um objeto, de uma reunião, de uma ordem ou de um ritual para lembrarmos Dele. Precisamos lembrarmos Dele enquanto vivemos, enquanto respiramos!

domingo, 1 de janeiro de 2012

NF Paulista e suas doações à igreja...

Há algumas semanas me deparei com um banner de uma igreja que solicitava que seus membros e simpatizantes doassem suas NF de consumo ao CNPJ da instituição.

Fiquei muito abobada na hora em que li a mensagem. Lembrei que há alguns meses houve muita polêmica sobre o assunto de doar os cupons fiscais à instituições de atendimento social, e que isso funcionava mais como uma brecha da lei, que permitia que os consumidores colaborassem com essas organizações.

Fui pesquisar sobre como funciona este tipo de coisa, se realmente é algo legal ou não e tudo mais. Encontrei um documento muito importante, o Nota Fiscal Paulista - manual da entidade SOCIAL. E dei uma lida para compreender se a doação a qualquer instituição é legal ou não. O manual está disponível no link http://www.nfp.fazenda.sp.gov.br/pdf/entidades_soc.pdf

O documento esclarece que a secretaria da fazendo do estado de SP estabeleceu que as entidades paulistas, sem fins lucrativos, de assistência social e da área da saúde poderão ser indicadas como favorecidas pelo crédito do
Tesouro do Estado relativo ao documento fiscal, no caso de o documento fiscal não indicar o CPF ou CNPJ do consumidor.

Pela interpretação do que li, e peço a quem interpretar de outra forma me auxiliar nisso também, a doação da NFP pode ser realizada às intituições (que sejam sem fins lucrativos, porém DE assistência social e/ou da área da saúde).

Pesquisei também se essa prática (de solicitar a doação/oferta dos créditos da nota fiscal paulista) ocorre em outras igrejas também. Fora esta primeira que me levou pesquisar o assunto, as que consegui localizar está claramente solicitando que a doação seja realizada a uma instituição, uma organização que é administrada pela igreja, porém sua atividade é um projeto social. Foi o caso de uma igreja em Mauá, onde o CNPJ que eles apresentam não é o da igreja, e sim de um instituto que possui um trabalho social com adolescentes da cidade.

Não vejo mal algum em realizar as doações dos créditos da NFP, alguns dizem que se trata de uma brecha da lei, mas precisamos pensar se a nossa doação não está sendo imoral, ou se a nossa solicitação não segue a mesma linha.

Você pode doar seus créditos sem precisar cadastrar o CNPJ da instituição que realiza e está documentada para receber as doações. Pela própria interface do sistema da Nota Fiscal Paulista (NFP) há a possibilidade de direcionar os créditos a algum CNPJ como doação.

Antes de realizar e entregar os créditos como oferta, sugiro que antes, reflita, analise e realize a doação, após compreender que a sua oferta não é algo que não lhe custe nada, não lhe custe seus princípios. Saiba qual o trabalho está sendo realizado para a instituição que receberá seus donativos, para onde tem sido investido tudo aquilo que eles têm recebido. Certifique-se também que a instituição cumpre as exigencias do documento da Nota Fiscal Paulista e em caso de instituições de assistencia social, confira se o CNPJ está cadastrado na Secretaria de Assitência e Desenvolvimento Social, como solicita o documento.

Deixo aqui a minha visão de como vejo esta prática e quero aprender também... se sua interpretação da situação é outra, por favor, me ajude a compreender também.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

NR - Pé na estrada - VELEJANDO COM DEUS

No NR (Nossa Realidade) temos uma coluna que é o "Pé na estrada" com o objetivo de divulgar algum projeto, missão, trabalho de anônimos do nosso Brasil.

Em minha primeira colaboração (ed. março/11), tive o privilégio de escrever sobe o Velejando com Deus. E foi lindo, fui muito impactada com o trabalho.

Neste sábado (24 de dezembro), o SportTV mostrou uma matéria sobre eles e rodou pelas redes sociais a fora entre as pessoas que os conhecem e os amam. Confira:



Nossa Realidade - março/11
Por: Verônica Franco

Criado em março de 2006, o projeto VELEJANDO COM DEUS tem por objetivos: levar amparo, esperança e alegria aos vilarejos com acesso pelo mar. Idealizado pelo jovem casal missionário Marcio e Daniela Nunciaroni que trocaram sua casa pela embarcação a vela “Borá borá”. A embarcação permite que as doações e a tripulação cheguem até os locais para executarem as ações sociais.

O desejo dos idealizadores é de velejar com um propósito, fazer algo além do que simplesmente viver. E foi a partir desse desejo no coração do casal que nasceu o projeto.

Para o Velejando com Deus é muito claro que existem várias formas de ajudar o próximo do que o gesto de entregar uma doação. O propósito é levar esperança para as pessoas que passam dificuldades e necessitam de ajuda.

A vida a bordo

Para se ter o básico é necessário muito trabalho e esforço da tripulação. Há reservas de água, energia, alimentos e é necessário um uso racional e consciente a bordo. A tripulação do projeto não encara suas viagens missionárias como um “final de semana no barco” e sim como um estilo de vida, dia-a-dia em alto mar onde os recursos são limitados e é necessário comprometimento de todos.

Porém a vida a bordo possui o privilégio de contemplar cenas da criação que a vida na cidade não permite, segundo Márcio, ao relatar no DVD “Na força dos ventos” um momento em que puderam estar próximos de vários golfinhos cobertos de plânctons em plena madrugada como uma experiência especial e marcante.

Há um desafio muito grande ao velejar: você não vai a qualquer momento para onde você quer, você depende do vento, das condições de correntes do mar e isso acaba limitando a todos. São fatores que estão além dos nossos esforços e não conseguimos simplesmente manipular conforme nossa própria vontade.

Velejar exige paciência, programação e muita humildade em reconhecer que você não faz o que quer no momento que deseja, há uma Força maior que comanda e lhe dá direção.

O projeto já navegou 3.000 milhas pela costa brasileira e visitou mais de 50 cidades e vilarejos carentes dando assistências.

Métodos utilizados nos vilarejos e escolas:
- Futebolando: treino de futebol na areia com uma palestra destacando a importância do trabalho em equipe, companheirismo e boa conduta em sociedade.
- Higiene bucal: doação de escovas dentais, com aulas de escovação de maneira divertida com o auxilio do cavalo fantoche “Chicão”.
- Filmes educativos: exibidos com um projetor nas escolas, praças ou paredes de casas dos vilarejos.
- Arte circense: levar alegria e interagir com a comunidade local
- Arte musical: entretenimento e cultura para as comunidades
- Palestras sobre a importância da família, sobre drogas, ecológicas

Você pode abençoar o projeto com a compra do livro “Velejando com Deus” que o casal lançou de maneira independente relatando 30 dias de uma viagem missionária em alto mar. Há também o DVD documentário “Na força dos ventos”, produzido pela Phanton sobre o projeto, fotos, vilarejos alcançados, as dificuldades e relatos de tudo o que o projeto já alcançou. A renda do DVD como do livro são direcionadas para as ações sociais.

Velejando com Deus
velejandocomdeus@hotmail.com 

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Tirando as teias...

Finzinho de 2011 e eu quase nem apareci por aqui pra fazer minhas visitinhas né... poxa. Mas não foi por falta de novidades ou movimento, pois 2011 foi um ano LINDO de viver, apaixonante e emocionante... demais da conta!

Tenho planos para este espaço em 2012, não deixarei ele ser esquecido por mim não... estou só rascunhando algumas idéias e logo menos terei o projeto para dar continuidade aqui =)

Enquanto isso, vou publicar algumas coisas que escrevi durante este ano como colaboradora de um tabloide que circulou pela minha amada cidade, o Nossa Realidade.

Auxiliei em uma coluna que era voltada para os pequenos e alguns artigos de assuntos mais diversificados possíveis. Foi bem legal essa experiência... para 2012 a parceria continua, com mais gás e mais força! ^^

terça-feira, 21 de junho de 2011

O 171º dia de 2011


No dia 1 de janeiro, olhamos para o ano que passou e pensamos:

“Puxa, quanto tempo eu tenho. Quantos planos eu faço, quantos sonhos eu guardo!”


E nos enchemos de gás, de energia para caminhar estes longos dias pela frente de acordo com a trilha para se alcançar cada um dos planos, sonhos e desejos.


Mas e agora, depois de 171 dias do ano, quais foram nossos passos? De que forma utilizamos nosso tempo?


Nossas prioridades foram atendidas de acordo com nossos princípios? Utilizamos nosso tempo para estar com a família? Para estudar? Para projetar? Para ajudar? Para cuidar? Para o lazer? Para a saúde?

Quanto tempo nesses 171 dias de 2011, ficamos “dormindo”?


Essa é a minha pergunta... Não só aqueles dias que preferimos ignorar o som do alarme, mas permanecemos parados, na frente do computador sem que tornássemos útil o nosso tempo, as nossas ações...

Quanto tempo nesses 171 dias de 2011, preferimos deixar as coisas para a ultima hora, sem perceber que esta hora já passara?

Quanto tempo nesses 171 dias de 2011, nós invertemos nossas prioridades e nosso compromisso com elas foi por água baixo?

Melhor parar, antes que eu resolva me enterrar... a boa notícia é que ainda há tempo. Ainda É tempo!


Desperte! Ande! Caminhe!


Mude aquilo que não está legal. Faça da sua vida, uma viver simples! Acorde para contemplar a criação, para conversar com o Criador, para conhecer mais Dele e fazer da vontade Dele a sua vontade.


Vamos,  mexa na gaveta dos seus planos que pararam, rabisque, planeje, organize, caminhe! Vamos...


Não estamos falando no 365º dia do ano, estamos apenas no 171º desta jornada, não é nem a metade do caminho, ainda temos muito tempo daqui em diante.


DESPERTE! Awakening!


“Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios.”Salmo 90:12

E olha o 2º semestre aí gente!

Olha só, 2011 começou e eu nem apareci aqui para fazer um postizinho sequer =/ [relaxo]

2011 está realmente lindo... não tenho do que reclamar, tenho saúde, tenho amigos, tenho educação, tenho família e tudo isso na presença do meu querido Deus! Que tem me abençoado de maneira que ainda não havia experimentado... a hastag do ano tem sido #TksGod ^^

Comecei 2011 com muitos planos, muitas resoluções e muitas metas. E a passos curtos e firmes, tenho conseguido caminhar em direção a elas.

Serei TIA em breve, um bebê está sendo gerado na barriga da minha irmã. Ele tem vindo para marcar uma nova fase a toda a família. Como sinal de esperança, de vitória e de renovo. Estamos em festa desde que soubemos da vinda dele, e todos, todos mesmos, estão esperando pela chegada, da criança mais linda desse mundo e a que será mais paparicada também. #TksGod

Estamos nos preparando para uma olimpíada de colos. Colo é o que não faltará para este bebê rs ;)

Emprego novo, novas experiencias, nova perspectiva da minha área, novos aprendizados. E tem sido muito bom! #TksGod


Na facul, fechei o semestre bem. Ralei demais, e muitas das minhas resoluções foram colocadas em prática ali mesmo. #TksGod


E mais um monte de coisas que já se passaram neste semestre que eu só posso fechar com um enorme
#TksGod.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

18 é D+

Post dedicado aos meus queridos alunos do 5º ano!

Ser "18 é D+" não é para qualquer um, não mesmo.
Siga o passo-a-passo e boa sorte!
18 É D+Junte 18 crianças da melhor qualidade
Acrescente energia e uma boa dose de comunicação
Com respeito e companheirismo
Não vai ter erro, até o pior cozinheiro (eu)
Dá conta da receita
Dê um semestre para eles te conhecerem e conviverem
Respeito na verdade nem precisa ser acrescentado,
Pois ele cresce naturalmente com o primeiro ingrediente
Permita um espaço criativo e seguro
E está aí, o "18 é D+"

Um grande beijo meus lindos
A prô acredita em vocês!

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Resoluções de ANO NOVO

Começo de ano é sempre um ótimo tempo para nos auto analisar. Passei dezembro inteiro me analisando demaaaais. E olha, foi duro me ver heim, quantas coisas a gente perde o foco, a direção e pela pressão do dia-a-dia deixamos passar e agimos na correria =/

Mas nem tudo são lagrimas. Passei o 2º semestre de 2010 querendo muito mudar, e esse desejo não morreu. Para 2011 tomei algumas atitudes práticas para conseguir algumas mudanças. Claro, estou ciente que tudo isso será um processo, não vou mudar da noite para o dia, até porque isso seria muito superficial.

Acredito que estou em um momento diferente, que não dá pra chamar de mudanças... e sim em um momento de transformação. Do barro para a semelhança de Deus, dá pra entender? Nem eu ainda... mas espero que com o passar dos meses eu possa compreender melhor ;)

Bom, vamos ao que interessa, o tema deste post. OK.

RESOLUÇÕES DE ANO NOVO

  1. R1. Excluir o amo # das minhas conversas;
  2. R2. Não faltar às consultas médicas;
  3. R3. Entregar trabalhos da facul NO prazo!
  4. R4. Manter meu quarto MENOS bagunçado;
  5. R5. Me organizar +, me atrapalhar -
  6. R6. Me arriscar mais na cozinha
  7. R7. Fazer as coisas com mais atenção!!!!


Não são coisas impossíveis de se alcançar, mas aquelas pedrinhas que no dia-a-dia a gente permite entrar no sapato e não paramos para tirar sabe.


Boa sorte para mim e para quem vive ao meu lado, vou me esforçar bastante mas prometo que ainda continuarei com as mancadas. Conto com você para me ajudar a reduzir os numeros delas, ok? ;)


FELIZ 2011 a todos nós! Como diz uma amiga, dois mil e ouse!